Skip to content

No início era o verbo. Livre. Leve, solto, sem molduras. Depois vieram as manchetes, os quadrinhos. Os roteiros. Os livros. A casa do moinho. No meio disso tudo um casamento e desde então sai daqui uma penca de textos dos mais variados: de biografias a roteiros de cinema, de projetos culturais a adaptações literárias, de copidesques a script doctoring.

É como se os ventos enchessem o peito e divulgassem céu afora suas preferências: cinema e criação de texto. Fôlego em consultoria editorial, ghost writing, aulas de roteiro.

Quando as pás girarem rápido, não se assustem: é vento que bagunça os cabelos mas não derruba telhados.

A  Moinho Roteiros e Textos é uma microempresa brasileira que ainda acredita com toda a fé nos freelancers, nos contadores e nas notas fiscais.